Tortas Funcionais – Descubra quais são os alimentos funcionais

por Andrea Aidar e Tatiana Ferraz

Quer ter uma vida mais saudável? Então comece pela alimentação! Os ingredientes funcionais, que auxiliam na prevenção e no tratamento de doenças crônicas, também ajudam na recuperação da vitalidade. E, sem dúvida, não podem faltar em suas receitas do dia a dia. A seguir, confira uma seleção de produtos que merecem um lugar cativo na sua despensa:

Abacate
Nativo da América do Sul, o fruto da família da Lauraceae tem baixo teor de açúcar e é rico em gorduras boas, que auxiliam na redução do LDL (colesterol ruim). O abacate também é glutationa, um dos mais poderosos antioxidiantes. Como se não bastasse, é um ingrediente coringa na cozinha! Pode ser utilizado no preparo de shakes, mousses e, também, a clássica guacamole mexicana.

Grão-de-bico
Pertencente à família das Fabaceae, que inclui leguminosas como feijão e lentilha, o grão-de-bico é rico em proteínas, sais minerais e, também, vitaminas do complexo B. Trata-se de uma excelente fonte de energia para o organismo, auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares.

Proteínas
Não podem faltar alimentos ricos em proteínas na sua lista de compras. Seja a fonte vegetal, como leguminosas e cereais, ou animal, como frango e peixe, as proteínas são indispensáveis para a alimentação. Afinal, auxiliam na reconstrução dos músculos e aumentam a saciedade ao longo do dia. Pescados como sardinha, atum e anchova são um capítulo à parte. Ricos em ômega 3, os peixes têm ação antiinflamatória e, também, atuam na redução do LDL (colesterol ruim). Como se não bastasse, também auxiliam no desenvolvimento cerebral.

Tomate
Além de ser delicioso, o fruto pertencente à família das Solanaceae - a mesma da berinjela e dos pimentões - é rico em licopeno, que auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares, e também auxilia na prevenção de boa parte dos cânceres.

Frutas vermelhas
Morango, cerejas, amoras, framboesas e mirtilo. As ‘berries’ não podem faltar na sua alimentação. Ricas em antioxidantes, as frutas vermelhas auxiliam na redução do colesterol e estimulam o sistema imunológico.

Folhas verdes
Verduras como espinafre, couve e mostarda têm grande potencial para se revezar à mesa. Ricos em luteína e zeaxantina, as folhas têm ação antioxidante, e atuam na saúde dos olhos, além de evitar a catarata.

Oleaginosas
Castanhas como nozes e amêndoas têm um papel fundamental em nossa saúde. São ricas em gorduras monoinsaturadas, que reduzem o colesterol, e têm ácido a-linolênico, que tem ação antiinflamatória e estimula o sistema imunológico.

Cereais integrais
Os cereais como aveia, centeio, arroz e farelo de trigo são ricos em fibras solúveis e insolúveis, que melhoram o funcionamento intestinal, ajudam no controle da glicemia e, também, são aliados no tratamento contra a obesidade.

Pimentas
Quer trazer um tempero a mais para a sua cozinha? Invista em pimentas! A pimenta-do-reino, além de vitaminas A, E e C, minerais, ácido fólico, zinco e potássio, possui piperina. Já a pimenta malagueta, por exemplo, possui capsaicina, que atua como potente termogênico natural. As pimentas em geral possuem efeito digestivo, estimulando a produção de suco gástrico, reduz flatulências, estimulam a cicatrização de feridas, e têm ação antioxidante para proteção do DNA.

Quinoa
O grão típico dos Andes é considerado um superalimento por conta de sua alta concentração de aminoácidos, ferro e zinco. Trata-se de uma excelente fonte de cálcio e de ômega 3 e 6, que auxiliam na prevenção da osteoporose e de doenças cardiovasculares. Rico em vitaminas do complexo B, atua no funcionamento do sistema nervoso. E também é uma fonte riquíssima de proteínas, o que torna o grão uma excelente alternativa para quem segue uma dieta vegana, ou para os celíacos.

Lácteos
Se não houver nenhuma intolerância, produtos como leite e iogurte também merecem um espaço na sua lista de compras. Eles contêm probióticos que atuam nas funções gastrointestinais e, também, reduzem o risco de câncer no cólon. Mas é preciso tomar alguns cuidados na hora de escolher os lácteos que irão compor a sua dieta. Prefira os queijos mais curados (elaborados por produtores de sua confiança) e evite os leites de caixinha. No caso dos iogurtes, leia os rótulos: quanto menos ingredientes melhor.

Gorduras
Embora não pareça, esse gênero de ingrediente pode (e deve!) fazer parte de uma dieta saudável. Mas vale investir em gorduras insaturadas como o óleo de coco, que é rico em ácido caprílico e láurico (que aumentam a imunidade) e um ótimo pré-treino. Outro que merece um espaço na sua prateleira é o azeite de oliva extravirgem - rico em gorduras monoinsaturadas (que reduzem o colesterol) e ajuda na sensação de saciedade.

assine a nossa newsletter: