Levain - Motivos para apostar nos pães de fermentação natural

por Aline Galle


Além do pão de fermentação natural ser muito mais aromático e saboroso do que as versões elaboradas com fermento químico, o levain tem mais uma qualidade indiscutível: é um importante aliado da saúde, por conta de seu papel auxiliar para uma série de funções no organismo.

Para começar, o levain ajuda na quebra do glúten, o que deixa o pão mais fácil de ser digerido. E, também, é um importante aliado de todo o sistema digestivo. O fermento natural pré-digere o farelo de trigo, o que faz com que os minerais e vitaminas estejam mais disponíveis para absorção.

As funções do levain no organismo variam de acordo com a receita da qual ele é protagonista. Caso o pão seja de farinha branca, os ácidos orgânicos produzidos pelos micro-organismos e bactérias presentes no fermento natural ajudam a desacelerar a absorção dos açúcares presentes na farinha branca, o que reduz consideravelmente os picos de insulina.

E caso o pão seja composto de farinha de trigo integral, as fibras solúveis e insolúveis do farelo ajudam a controlar a absorção de gorduras, de colesterol e estimulam o intestino.

Como se não bastasse, pesquisadores da Itália - uma nação de comedores de receitas à base de trigo – descobriram que o levain ajuda a destruir alguns dos peptídeos, que são responsáveis pela intolerância ao glúten, mais conhecida como doença celíaca.

Com todos esses argumentos, você nunca mais vai enxergar o seu pão sourdough de outra maneira. Falando nisso, vai lá na página de receitas da mesa levain que você vai encontrar diversos pães para fazer em casa. Afinal, a gente não cultiva levain à toa, não é mesmo?

assine a nossa newsletter: