Use e abuse do freezer

por Tá na Mesa

À primeira vista, comida congelada pode parecer sinônimo de receitas processadas, pobres em nutrientes e nada saudáveis. Mas tudo depende do que você põe no freezer! A partir do congelamento, é possível armazenar e conservar ingredientes em pequenas porções, para utilizar no preparo das refeições do dia a dia.

Em geral, os vegetais e as hortaliças (que são refogadas, como o espinafre) congelam muito bem. Guarde em sacos plásticos próprios para congelamento, higienizados, picados e branqueados (técnica que consiste em cozinhar rapidamente determinados alimentos e, depois, dar um choque térmico em água com gelo). Para ganhar tempo, prefira legumes como cenoura, brócolis e ervilhas, que podem ir do congelador direto para a panela.

Prefere saborear refeições leves durante o jantar? Para o preparo de sopas, por exemplo, tenha sempre caldos caseiros de legumes, carne, frango e peixe no freezer. Eles também são úteis para o preparo de risotos e de refogados. E, na hora do preparo da receita, é só derretê-los diretamente na panela.

Molhos à base de tomate e o pesto de manjericão também congelam muito bem. E falando em ervas, elas são um caso à parte: como perdem textura com o processo de congelamento, o ideal é congelar em forminhas de gelo e cobertas por azeite. Depois é só retirar os cubos, guardar num saco plástico e ir usando de acordo com a receita
escolhida.

No caso das carnes em geral, congele-as limpas e porcionadas – de preferência em filés. Para descongelar, não pode ter pressa: antes de sair de casa (ou no dia anterior), transfira para a geladeira e deixe as proteínas descongelarem aos poucos. E o mais importante: congelar o mesmo alimento duas vezes, jamais!

Sobrou tempo para cozinhar no fim de semana? Prepare porções extras e leve ao congelador. O nosso feijão de cada dia, assim como outras leguminosas, também congela muito bem. Na categoria de receitas prontas, prefira sempre as carnes cozidas com molho, que não perdem tanta textura nesse processo de congelamento.

E nos dias em que a preguiça falar mais alto, é só apelar para aquele sanduíche. Os pães de fermentação natural, por exemplo, se dão muito bem no congelador. É só cortá-los em fatias, embalar individualmente e levar ao freezer. Na hora do jantar, é só retirar as fatias e levar direto ao forno.

assine a nossa newsletter: