O que você procura?

Batedeira e liquidificador na confeitaria: como a gente vivia sem eles?

Batedeira e liquidificador são eletrodomésticos indispensáveis na cozinha nos dias de hoje, principalmente para o preparo de receitas de confeitaria e doces. Você já se perguntou como a gente fazia sem esses dois aliados valiosos? Já pensou na trabalheira para bater um creme chantilly? Bater um simples bolinho? Fazer uma massa de pão ou de pizza então?!

Antes de esses eletrodomésticos existirem, era preciso trabalhar pesado. Alimentos eram triturados no pilão com muito esforço. A colher de pau era o equipamento básico para misturar a massa do bolo. Para cremes, molhos e preparos mais delicados, os franceses inventaram o fouet – que, aliás, é muito útil até hoje.

Seja bem-vinda, senhora batedeira!

A batedeira, criação de um engenheiro de Ohio, Herbert Johnston, que trabalhava na empresa Hobart Manufacturing Company (produtora de máquinas elétricas para moer carne, grãos de café e amendoim), surgiu apenas no começo do século 20 para aliviar a vida na cozinha. Ao observar padeiros misturando a massa do pão com uma colher de ferro muito pesada, ele começou a pensar em algo que pudesse facilitar a árdua tarefa.

Assim, em 1915, criou o primeiro modelo, chamado de mixer, que funcionava a manivela, inicialmente para padarias. Quatro anos depois, lançou uma versão aperfeiçoada, movida a eletricidade, a Stand Mixer, visando o mercado doméstico. O aparelho já incorporava o movimento planetário (batedor girando numa só direção, mas atingindo toda a tigela).

Ao experimentar a novidade, a mulher de um dos diretores da empresa disse que aquela era a melhor ajuda que já tinha tido na cozinha (It’s the best kitchen aid I’ve ever had). A frase acabou rebatizando o nome da marca para KitchenAid, a mesma que continua até hoje produzindo eletrodomésticos supercobiçados.

Faz tempo que ela não está mais sozinha no mercado. Existe uma infinidade de fabricantes, assim como uma gama enorme de modelos de batedeira com uma impressionante lista de funções pensadas para facilitar a vida na cozinha.

O indispensável liquidificador!

 

Os primeiros aparelhos feitos para triturar alimentos também apareceram nos Estados Unidos, por volta dos anos 1920. Mas, nesse caso, também temos uma história de sucesso no Brasil na disseminação desse equipamento. Em 1944, a Walita, empresa brasileira criada pelo descendente de alemães Waldemar Clemente, lançou a versão nacional do equipamento, batizada de Neutron, com uma base de metal, copo de vidro e chave liga/desliga.

A empresa já existia desde 1939 e atuava no ramo de iluminação e produtos elétricos. Mas, aproveitando seus conhecimentos na área de construção de motores, Waldemar resolveu apostar no emergente mercado de facilitadores para as tarefas do lar. Há até quem credite a Clemente a invenção do nome “liquidificador”. Depois do liquidificador, a Walita passou a produzir também batedeiras de bolos, além de aspiradores de pó, centrífugas, exaustores e ventiladores.

Que bom que podemos contar com a tecnologia! Com a ajuda de batedeiras e liquidificadores na cozinha e as receitas da Mesa Sobremesas Rápidas, preguiça não tem vez. Está facinho, facinho matar aquela vontade de um doce!

Gostou? Salve este post e compartilhe:

  • Cadastrar-se
Perdeu sua senha? Por favor, digite seu e-mail. Você receberá um link para criar uma nova senha via e-mail.