O que você procura?

Imunodeficiência: medidas para quem precisa de reforço

 

Quando aparece algum surto que ameaça a saúde pública como um todo, um grupo em especial merece atenção redobrada. É aquele composto por indivíduos com maior risco imunológico, como idosos, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (diabetes e hipertensão, por exemplo), recém-operados ou em tratamento quimioterápico, com problemas respiratórios e qualquer outro tipo de imunodeficiência. Além de manter uma alimentação o mais saudável possível, essas pessoas precisam também ficar atentas a outras formas de manter as defesas de seu organismo fortalecidas. São cuidados como os seguintes:

 

 

 

 

 

– Procure ter boa qualidade de sono: evite se expor a luz de telas antes de dormir, tome um banho morno antes de se recolher, vá para a cama mais cedo com luz baixa;

– Evite fazer dietas restritivas. Procure sempre um profissional para ajudá-lo no processo e indicar a melhor estratégia nutricional de forma individualizada;

– Sempre que possível, exponha-se a luz solar, uma medida importante para manter a vitamina D em dia no seu organismo;

– Maneje o estresse imprescindivelmente: meditação, exercício físico bem orientado e atividades que promovem o relaxamento são estratégias importantes para preservar a saúde física e mental;

– Sorria mais. Procure separar ao menos dez minutinhos do dia para fazer uma atividade prazerosa.

– Coma mais comida caseira, resgate o fazer em casa e insira esse hábito na família. Esse pode se tornar um momento de compartilhar seu dia com quem você ama e ser terapêutico também;

– Hidrate-se. Se você não tem esse hábito, tente ir aumentando de forma gradativa a quantidade de água consumida por dia. Pense na melhor estratégia que funciona para fazer isso, desde colocar lembretes e despertador para tomar 1 copo de água a cada hora do dia até andar com sua garrafinha sempre junto;

– Faça escolhas alimentares  que reduza os danos, como trocar o frito pelo assado, o industrializado pelo in natura, o refrigerante pelo suco; o excesso de sal adicionado por temperos naturais, etc.

– Na dúvida, procure informação de qualidade com profissionais habilitados. Fique esperto em relação a informações de redes sociais, seja seletivo com isso. Afinal, é a sua saúde e a das pessoas à sua volta que está em jogo.

Deixe uma resposta

Hmmmm você também pode gostar

  • Cadastrar-se
Perdeu sua senha? Por favor, digite seu e-mail. Você receberá um link para criar uma nova senha via e-mail.