A versatilidade do camarão, o mais amado dos crustáceos

A versatilidade do camarão, o mais amado dos crustáceos

Não é à toa que esse crustáceo é o queridinho dos brasileiros. A versatilidade do camarão permite que ele empreste seu sabor característico a uma infinidade de pratos. Alguns emblemáticos, como bobó, risoto e moqueca.

Veja também:

- Acompanhe com o chef Carlos Ribeiro o passo a passo para fazer um bobó de camarão delícia!

https://www.youtube.com/watch?v=iGOHSJgbn8g

Vale a pena saber mais sobre o camarão para aproveitar bem todas as suas possibilidades gastronômicas. Primeiro, você sabia que ele pode viver tanto no mar quanto em água doce? Pois é. E a família camarão é grande, mas apenas alguns tipos são aproveitados na culinária. Confira as principais espécies de cada grupo.

Os marinhos – Sãos os mais famosos e cobiçados, cada um com suas características de tamanho e sabor:

Os de água doce – A aparência, o sabor e a textura da carne são parecidos com o da lagosta. Ocorre em todos os continentes, em países de clima tropical e subtropical. Vive em rios e riachos. As principais espécies cultivadas no Brasil são: camarão-pitu, camarão-verdadeiro, camarão-da-amazônia ou camarão-canela e camarão-da-malásia.

 

Como comprar camarões

O camarão é um alimento muito perecível, ao comprá-lo é preciso prestar atenção a alguns pontos importantes:

E o tamanho?

Você sabe como interpretar a marcação numérica utilizada para o tamanho dos camarões? No caso do camarão inteiro, essa indicação é direta, os números indicam a quantidade mínima e máxima de camarões em 1 quilo do produto. Mas a maioria das pessoas acaba comprando o camarão já limpo (sem cabeça e sem casca). Nesse caso, a marcação indica uma correlação com o peso em libras, unidade de medida inglesa, para determinar esses números. Considerando que 1 libra é equivalente a 454 gramas, vejamos o exemplo do camarão sem cabeça de classificação 41/50. Significa que existem de 41 a 50 unidades sem cabeça em 454 gramas. Mas para você não ficar fazendo muita conta e conversões na hora de comprar, tem um jeito de simplificar. Em vez de fazer 41/50 dividido por 454 para transformar em quilo é mais fácil multiplicar o último número da classificação por 2,2. Assim: 50 x 2,2 = 110 camarões por quilo.

Cuidados no preparo

Como a maioria dos frutos do mar, o camarão é um produto delicado, que requer cuidados especiais na cocção. O principal deles é com o tempo na panela. Vai fazer grelhado? Deixe grelhar por apenas 2 minutos de cada lado. Assim, você terá um camarão suculento e macio. Se passar do ponto, ficará borrachudo.

O sabor delicado desse crustáceo pede temperos que harmonizem bem, como orégano, alecrim, manjericão e ervas da Provença.

Para que sua receita arranque aplausos, também é preciso escolher o tipo de camarão mais adequado. Os pequenos, com sabor mais intenso, devem ser usados em caldos, massas, molhos e risotos. Reserve os grandes, de sabor mais leve, para preparos em que eles se destacam, como o Camarão ao Alho, da chef Paula Rizkallah.



Antes de preparar, vale observar algumas dicas para limpar. Tirar o intestino é uma das medidas importantes. Você sabia que ele fica na parte de cima do crustáceo (costas), e não embaixo, como muitos pensam?

Outra dica legal: na barriga fica o cordão nervoso. Se você picotá-lo, o camarão não ficará tão curvado ao ser cozido. Outra ideia legal para deixá-lo esticadinho é fritá-lo no palito.