O que você procura?

Gislaine Oliveira

102 seguidores

36 publicações

Redes Sociais

Sobre

A frente do Buffet Gislaine Oliveira Gastronomia, a chef e banqueteira já realizou mais de dois mil eventos – festas de aniversários, Bat-Mitzvah, casamentos, eventos empresariais, todos com sua marca de elegância e sofisticação.
Nutricionista por formação, festeira por opção. Assim pode-se definir a chef e banqueteira Gis Oliveira. A carreira começou aos 30 anos, na fábrica Santista, onde coordenou e liderou o restaurante industrial da empresa, supervisionando 72 pessoas para preparar mais de 5 mil refeições por dia. Gis ficou na empresa por quatro anos e depois, em sociedade com a irmã, Joice, criou a doceira Doce de Ver, na Vila Nova Conceição.
Ali iniciou as atividades de chef confeiteira, responsável pela criação e elaboração de todo o cardápio. As solicitações cresceram no bairro, freqüentado pelas clientes das sofisticadas butiques Daslu e Claudete e Deca, e Gis passou a criar outras novidades para atender à demanda.
Em 1993, inaugurou seu próprio buffet: Gislaine Oliveira Gastronomia. O Buffet possui um portfólio de menus criativos e requintados, que atendem aos mais variados formatos de eventos: casamentos, aniversários, Bat-Mitzvah, festas corporativas e temáticas – brasileira, tropical, baile de máscaras, circo, entre outros.
A chef Gislaine está sempre envolvida com a pesquisa de ingredientes para suas receitas e prioriza frutas e legumes de época. Suas criações trazem a marca de sua vivência na gastronomia, traduzidos por pratos como: quinoa com brandade de bacalhau, o mignon com crosta de parmesão e pistache ao molho de shiitake, o linguado recheado com tomate seco em leito de palmito pupunha e molho de sálvia e sobremesas como o supremo de chocolate na sinfonia dos morangos – a fruta em três versões: sorvete, calda e frescos, marinados em mel, amêndoas e hortelã com telhas de gengibre.
A linha finger food também traz itens de sucesso em belo visual. Gis elabora práticas opções para serem degustadas em potinhos, copos, colheres, como o tabule antioquino com crispy de cenoura, compota de berinjela com creme de chèvre e farofa italiana e tartelete de papoula com coalhada seca e mini-cebolinhas glaceadas em mascavo.
A chef resume sua larga experiência no segmento – “Aprendi que não é preciso ser formal para ser chique, meu objetivo é criar festas para surpreender as pessoas – tanto no paladar quanto na apresentação – e, ainda, deixá-las felizes”.

  • Cadastrar-se
Perdeu sua senha? Por favor, digite seu e-mail. Você receberá um link para criar uma nova senha via e-mail.